Porque é que os livros bons acabam mal?

Desde que aprendi a ler que tenho lido muita coisa. Comecei com os contos infantis, depois “Uma Aventura”, “Triângulo Jota”, literatura “infanto/juvenil” e por aí fora até ao livro mais recente (“Tess of the D’Urberville”). Já li uma catrefada valente de coisas. Boas e más. Acho que com certeza, muito mais boas que más. Mas…

Ler Mais

The Colour of Magic, Terry Pratchett

DESCOBRIR DISCWORLD 10 ANOS DEPOIS DE TER LIDO O PRIMEIRO LIVRO Terry Pratchett Descobri Terry Pratchett há muitos anos. Não me lembro como ou quem me falou dele. Comecei a ler o primeiro livro da colectânea do Discworld e… não percebi grande coisa. Ao reler o livro e ver as palavras sublinhadas e traduzidas percebi…

Ler Mais

O MINISTÉRIO DA FELICIDADE SUPREMA, Arundhati Roy

Pensei que a minha saga indiana do início de 2020 iria estar concluída com “Heat and Dust”, mas por obra do acaso, ofereceram-me o último livro da Arundhati Roy no aniversário. E ainda bem. Este é o segundo romance da autora 20 anos depois do “Deus das Pequenas Coisas”. Conta a história de Anjum, Tilo,…

Ler Mais

The nutcracker’s oath/O juramento do quebra-nozes

Quando trabalhas com pessoas chamadas “Frey”, sais do escritório e parece que estás do outro lado da muralha, só neve e sem vivalma e vives num sítio onde the night is dark and full of bikers, dá-te pra isto: The night gathers and now my watch begins. It shall not end until my death. I shall take …

Ler Mais